sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Governo destina R$ 6 milhões para coleta de lixo e limpeza de Santana.

Este é o segundo ano consecutivo que o Governo firma o convênio com a Prefeitura de Santana para garantir a limpeza da cidade.

Foto: Ruan Alves


Termo aditivo que renova o contrato com mais R$ 6 milhões que continuarão a ser investidos na limpeza da cidade
A limpeza e coleta de lixo de uma cidade refletem diretamente na vida da população. Cidadãos comuns, como o autônomo Raimundo Pantaleão, que mora no município de Santana, há 35 anos, pôde viver dois momentos bem distintos: uma cidade que enfrentou um caos em 2015 com a ausência da coleta de lixo, e o ano de 2016, onde as equipes de limpeza cumpriram o cronograma de coleta, possibilitado pelo convênio firmado entre o Governo do Amapá e a Prefeitura Municipal de Santana.
Um ano após a assinatura do Convênio de R$ 6 milhões para serviços de limpeza urbana e destinação final de resíduos sólidos, o governador do Amapá, Waldez Góes, assinou na tarde desta sexta-feira, 6, com o prefeito de Santana, Ofirney Sadala, o termo aditivo que renova o contrato com mais R$ 6 milhões que continuarão a ser investidos na limpeza da cidade no decorrer de 2017.
“O olhar do governo para o povo santanense tem sido fundamental. Ter um cidade limpa é sinal de zelo e cuidado com a população. Nós reconhecemos e sabemos o valor que isso tem”, agradeceu Raimundo Pantaleão, morador do bairro Paraíso.
Os serviços consistem na coleta, transporte e destinação do lixo, além da limpeza do município. Manter a cidade de Santana limpa, eliminar possíveis focos transmissores de doenças e, ao mesmo tempo, preservar o meio ambiente e a qualidade de vida da população tem sido o objetivo principal do convênio.
“O governador Waldez deu a maior demonstração de cuidado que um gestor pode ter com seu povo. Estou na minha primeira semana de gestão, e receber esse apoio nos permite cuidar de Santana com ainda mais cuidado e atenção.
As demonstrações de atenção do governo vão além, com a balsa do matapi, que agora ajuda no transporte entre Santana e a Ilha, e as inúmeras frentes de trabalho do governo pela cidade. É muito bom quando se tem um governo presente”, enfatizou Ofirney Sadala.
Durante a assinatura do termo aditivo, o governador Waldez Góes compartilhou com a população que outros recursos estão sendo aplicados no município, com investimentos em mobilidade urbana, com frentes de trabalho de pavimentação que chegarão a 30km até 2018. Além de obras com terão um impacto positivo na saúde dos santanenses, como a inauguração do Centro de Nefrologia que deve ocorrer nos próximos meses.
“Vivemos um momento econômico delicado, mas não é por isso que deixar de promover a governança. Nos readequamos e estamos conseguindo levar as políticas públicas até a população. No caso especifico da coleta de lixo de Santana, quando decidimos destinar este recurso foi pensando na saúde da população e na qualidade de vida. Nosso povo merece ser respeitado e primaremos sempre por isso”, destacou o governador do Amapá Waldez Góes.
A Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinf) ficará responsável em acompanhar e fiscalizar a execução do recurso. O convênio tem vigência de 12 meses.

Nenhum comentário:

Postar um comentário